16/07/2018 (75) 99274-4456

Brasil

Ifarma

Homem viraliza após lição em filho: "Tem pai que prefere culpar os professores"

Por Portal TNews 13/03/2018 às 17:34:01

Linha dura e divertido, o carioca Thiago Silva de Almeida está fazendo sucesso nas redes sociais por mostrar que acompanha de perto os estudos do filho Júnior, de 10 anos. Ao notar que, depois de semanas de aula, o caderno do menino ainda estava em branco, o pai resolveu ir até a escola e descobriu que o garoto não estava copiando a lição.

A atitude dele foi fazer o menino colocar as mais de 40 páginas do caderno em dia. "Já fui criança e também já enrolei minha mãe, então sei muito bem como funciona", explicou o pai.

Almeida conta que começou a desconfiar que Júnior não estava copiando as lições porque todo dia ele chegava com o caderno em branco e inventava uma desculpa. A imaginação rolou solta, o menino chegou a dizer que a professora não tinha passado nada durante a aula ou que tinha faltado, também inventou que havia feito prova no dia, que teve apenas que ler um texto e até que a aula foi apenas discursiva, por isso, não anotou nada.


Repercussão e denúncia


Percebendo que o filho estava mentindo, o pai resolveu ir até a escola e lá descobriu que Júnior não estava copiado as lições. Sendo assim, pegou as anotações de um dos alunos emprestado e disse ao garoto que ele passaria o final de semana inteiro colocando tudo em dia. Almeida fez uma postagem contando o ocorrido e rapidamente o assunto viralizou, chegou a ter mais de 500 mil reações, entretanto saiu do ar após receber uma denúncia de bullying.


"Não imaginava que teria essa repercussão porque acho isso uma coisa tão normal. Para mim, está sendo estranho, estou me sentindo uma pessoa de outro planeta porque aqui em casa sempre foi natural acompanhar os estudos do meu filho. A postagem foi apenas uma brincadeira para tornar essa situação mais leve", expõe pai. "Eu tive essa educação, minha mãe fazia isso comigo, e sei que o Júnior vai fazer o mesmo com meus futuros netos", acrescenta.


Apoio de muitos professores


A mobilização foi tanta que ele passou a postar fotos em que mostra que está monitorando o garoto copiando a lição, e todas essas publicações estão recebendo inúmeras reações no Facebook. Em uma delas, o pai coloca na legenda: "Só paro de olhar seu caderno quando entregar o diploma da faculdade". Já em outra postagem, ele mostra que deu um descanso para o menino: "Pausa pra festinha, logo mais tem que continuar copiando".


Muitos professores mandaram mensagem para o pai parabenizando sua atitude. "Não sabia que teria essa mobilização, e isso me mostrou que muitos pais deixaram, sim, de acompanhar esse momento do filho. Eu sou autônomo e tenho um dia corrido, mas mesmo assim arrumo tempo para acompanhar o dia a dia do Júnior", fala Almeida. "Tem pai que prefere culpar os professores tirando a responsabilidade de si próprio. Porém, o professor está lá para ensinar, e são os pais quem têm de cobrar que ele cresça e seja uma pessoa melhor", completa.


Cobrança necessária


Enquanto muitas apoiam a iniciativa do carioca, outras criticam o método dele. Em um dos comentários, uma pessoa escreveu que Júnior vai colocar o pai no asilo futuramente por causa desse "castigo". "Minha resposta foi que se ele se tornar um profissional honesto e integro e tiver condições financeiras de me internar em um asilo, eu vou com todo o prazer do mundo porque vou saber que ele tem condições e que chegou aonde chegou porque um dia eu cobrei a ele", expõe.


Para Almeida, o filho ainda é muito novo para entender o porquê ele está fazendo isso. Ele acredita que Júnior sabe que toda a ação dele terá uma reação, mas só vai compreender a importância dos estudos futuramente. "Eu estudava porque minha mãe obrigava, só depois entendi a importância disso. Ele vai ficar um bom tempo copiando a lição, mas sei que vai chegar um momento em que ele vai tentar me enrolar de novo. Eu e a mãe dele temos de ficar em cima, mas estou tentando levar a situação de forma leve e divertida", finaliza.


Fonte: IG

comentários