23/10/2018 (75) 99274-4456

Cidades

Ifarma

Coordenadora da estação climatológica explica mudanças constantes de temperatura no inverno

A estação termina no dia 20 de setembro, dando lugar à primavera no dia 21

Por Portal TNews 24/08/2018 às 11:49:41

As constantes mudanças de temperatura no inverno, com alguns dias mais quentes e outros mais frios, chamou a atenção no inverno deste ano, em Feira de Santana. A estação termina no dia 20 de setembro, dando lugar à primavera no dia 21.

De acordo com Rosângela Leal, coordenadora da estação climatológica da Universidade Estadual de Feira de Santana, durante o inverno, geralmente agosto é o mês mais frio. No entanto, este ano houve no meio da estação o chamado "veranico", que é quando ocorre um período bem quente com ausência de chuvas.

"Como o inverno começou mais cedo, as temperaturas começaram a baixar bem antes, houve em seguida um período de aquecimento. De qualquer jeito, o que estamos vendo é a formação de uma área mais aquecida aqui, e as frentes frias que, geralmente, chegam neste período, não estão chegando, pois elas estão se dissipando em São Paulo, Rio de Janeiro, e se dirigindo pra o mar. O que nós temos agora é uma nebulosidade normal, mas a previsão pra os próximos dias é que vamos ter mais nebulosidade no fim de semana com pancadas de chuva, em algumas áreas", informou Rosângela Leal.

De acordo com a coordenadora da estação climatológica, as temperaturas em Feira de Santana estão ficando em 18 graus durante a madrugada, e aquecendo durante o dia. Ela falou ainda sobre a ocorrência de pancadas de chuvas e nebulosidade irregular em algumas áreas da cidade.

"Por exemplo, há três dias choveu bastante na Uefs e, no Novo Horizonte, que é do lado, não choveu nada. Então vamos ter possivelmente nas próximas semanas esses episódios de pancadas de chuva e nebulosidade irregular. No inverno, esses veranicos são relativamente comuns, de dias mais quentes e não ter um período constante de chuva. Na verdade, esse ano ele chegou um pouco mais cedo, mas ainda não descartamos voltar a um período mais nebuloso. As chuvas foram inclusive maiores do que a média, tanto no período de maio, junho e julho, como em abril, que choveu bastante. Tivemos de 10 a 20% acima da média, aqui na nossa região", explicou.

Ela ressaltou ainda que o clima é algo muito irregular e apesar dos modelos de previsão, para tentar ver como ele se comporta, ainda é algo parcialmente desconhecido, principalmente na Bahia, onde há variáveis ainda pouco conhecidas.

Sobre a chegada da primavera, no dia 21 de setembro, Rosângela Leal esclareceu que a estação ainda vai preparar os modelos de previsão para o próximo trimestre. Mas, em geral, a estação é muito seca e quente.

"No dia 21 de setembro está chegando a primavera e outubro é o mês mais seco do ano, no máximo chovem 10 milímetros. A menos que aconteça algo inesperado, já que esse ano foi tão diferente, de repente a gente tenha as chuvas de trovoada em outubro. Estamos na expectativa, porque já faz algum tempo que nós não temos e elas se deslocaram para novembro e dezembro, ou quando aconteceu foi em janeiro. Então estamos na expectativa de que esse ano tenha para poder encher os açudes".

Fonte: Acorda Cidade

comentários