15/12/2018 (75) 99274-4456

Política

Ifarma

Para conter rejeição, equipe de Bolsonaro faz vídeos direcionados a mulheres e gays

Por TNews 14/09/2018 às 10:22:18

Nem tudo é o que parece? Com o candidato acamado, o grupo que faz a comunicação digital de Jair Bolsonaro (PSL) finalizou dois vídeos que serão impulsionados nas redes para atacar o alto índice de rejeição ao deputado apontado pelas pesquisas eleitorais. Um dos filmes é direcionado às mulheres. O outro, aos gays. O primeiro tenta amenizar polêmica sobre a posição de Bolsonaro a respeito de diferenças salariais. O segundo, mostra o candidato cumprimentando calorosamente uma celebridade homossexual.

Em sequência A equipe de Bolsonaro também vai ampliar a divulgação de uma série de filmes, gravados antes do atentado ao deputado, no qual ele declina propostas. Depois de falar de segurança, vai se dirigir a agricultores e defender a eleição de "um governo que saia do cangote da classe produtora".

Para a minha plateia "Um governo que se preza não pode se lembrar da classe produtiva apenas para arrancar impostos", diz Bolsonaro em uma das peças.

Para a minha plateia 2 Os vídeos serão exibidos nas redes sociais do PSL, do candidato e disparados para a lista de voluntários da campanha.

Dois coelhos Um novo filme com propostas deve ser lançados a cada dois dias. Além de manter a imagem do candidato em alta no campo que lhe é mais afeito, a internet, as peças também tentam amenizar sua imagem e responder a críticas de adversários.

Para depois Bolsonaro deveria começar a gravar novos vídeos para a reta final da campanha a partir do dia 16. Com a cirurgia de emergência a que o candidato foi submetido, o cronograma foi adiado.

Parte pelo todo A campanha tucana não desistiu de atrair eleitores que hoje estão como capitão reformado, ao contrário. Calcula que, com uma ascensão de Fernando Haddad (PT) nas pesquisas, até 30% dos eleitores que hoje estão com ele podem migrar para Alckmin com base no discurso do voto útil contra o PT.

Livre estou Sem Lula na disputa ao Planalto, Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo de Pernambuco, ligou para dirigentes do PDT para conversar sobre um eventual apoio dele à candidatura de Ciro Gomes (PDT).

Por você O candidato do PT a presidente, Fernando Haddad, foi aconselhado a usar parte da entrevista ao Jornal Nacional, da Globo, nesta sexta (14), para fazer um aceno ao mercado financeiro.

Medo do escuro Auxiliares do petista dizem que ele deveria aproveitar o espaço para mostrar que não é um bicho-papão e disseminar o discurso de que, se eleito, haverá segurança jurídica e previsibilidade.

Dizer a que veio Os principais aliados de Haddad calculam que, se comunicar de maneira eficiente ao eleitor a indicação de Lula, ele poderá estar na disputa pela liderança nas pesquisas em até 15 dias.

Ata-me As assessorias de Alckmin e de João Doria, candidato do PSDB ao governo de São Paulo, estão conversando para amarrar mais atividades no estado com os dois candidatos juntos. A ideia é que façam, em breve, um giro por cidades do interior.

Com os homens de preto A campanha de Paulo Skaf (MDB) em SP decidiu não revidar os ataques de Doria no horário eleitoral. A orientação interna é a de ir à Justiça contra o tucano sempre que possível.

Deixe-me ir O Itamaraty desistiu de ter embaixador em Caracas pelo menos até o fim do governo Michel Temer. O mais recente, Ruy Pereira, expulso pelo governo local, assumiu novo posto, em Brasília: a Agência de Cooperação Internacional.

Chegue primeiro Em reunião nesta quinta (13), o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o conselhão, decidiu levar a Temer proposta de criação do Imposto sobre Valor Agregado (IVA) para substituir tributos existentes. A sigla tem sido constantemente mencionada nos debates presidenciais.

Fonte: Folha de S.Paulo

comentários