11/12/2018 (75) 99274-4456

Polícia

Ifarma

Salvador: Autor de homicídio contra mestre de capoeira diz que está arrependido do crime

Vítima estava em um bar perto de casa quando discutiu com o suspeito por se posicionar contra o candidato Jair Bolsonaro

Por TNews 08/10/2018 às 15:00:35

O autor do homicídio contra o mestre de capoeira e compositor Romualdo Rosário da Costa, 63 anos, conhecido como Moa do Catendê, foi preso nesta segunda-feira (08) e alegou uma discussão política como motivação do crime. Paulo Sérgio Ferreira de Santana, 36 anos, se diz arrependido do crime e contou à polícia que chegou a pedir desculpas para a família da vítima.

De acordo com informações de testemunhas, a vítima estava em um bar perto de casa, no bairro do Engenho Velho de Brotas, quando discutiu o suspeito por se posicionar contra o candidato Jair Bolsonaro.

Após o desentendimento, o autor do crime foi até em casa, saiu do estabelecimento, buscou uma faca em sua residência e retornou ao bar. No local, Paulo deu facadas, nas costas de Romualdo, que estava sentado, e um golpe com a mesma arma branca, no braço de Germínio. Moa do Catendê morreu, no local, e o seu parente foi socorrido para o Hospital Geral do Estado (HGE), onde está internado.

No Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o autor do assassinato e da tentativa de homicídio disse à polícia que foi xingado e que estava consumindo bebida alcoólica desde o início da manhã de domingo (07).

Em entrevista à TV Bahia, a filha do mestre de capoeira Somanair dos Santos, de 35 anos, estava muito abalada e contou que tinha falado com o pai no início do dia. Ela perdeu a mãe há um mês. "Ele não teve defesa alguma. Meu pai era tudo, tudo pra mim", disse. 

Fonte: Ibahia

comentários