20/02/2019 (75) 99274-4456

Famosos

Ifarma

Repórter processa Datena por assédio sexual; apresentador nega

Por TNews 19/01/2019 às 01:04:52

A jornalista Bruna Drews, 35 anos, está processando o apresentador José Luiz Datena, 61 anos, por assédio sexual. Ela protocolou uma ação no Ministério Público de São Paulo. A informação é do Notícias da TV, do Uol.

Segundo a repórter, Datena disse que ela não precisva emagrecer porque era "muito gostosa" e que muitas vezes tinha se masturbado pensando nela. Além disso, ainda segundo Bruna, Daterna afirmou que era um "desperdício" a jornalista namorar com outra mulher.

O caso teria sido em 7 de junho do ano passado, durante uma comemoração pelo fim das gravações do quadro A Fuga, parte do agora extinto Agora é Com Datena. A equipe estava em um bar de São Paulo.

Segundo Bruna, ela teve uma crise de pânico e caiu em depressão e só agora resolveu processar Datena. Ela também move ação contra a Band, afirmando que a emissora foi conivente no caso. A jornalista está em licença médica desde julho. 

Datena nega as acusações e diz que testemunhas podem confirmar que não conversou nada de teor sexual com a repórter. "Na comemoração, repeti a ela que ela era muito bonita e que não precisava emagrecer, porque ela já era competente. Tirando isso, todo o resto é mentira, calúnia e delírio", afirma.

Síndrome do pânico


Bruna foi para a Band em 2014 e no ano seguinte virou repórter do Brasil Urgente. Por conta da pressão de trabalhar como jornalista policial, com pressões e até ameaças de morte, ela desenvolveu síndrome de pânico. Precisou se afastar para buscar tratamento.

No denúncia, Bruna conta que os elogios que recebia de Datena no ar a deixavam constrangida. Em um dos casos que cita, lembra quando o apresentador pediu que o cinegrafista filmasse todo o corpo dela para mostrar ao telespectador. Ela conta que na rua recebia comentários desrespeitosos por conta disso e era chamada de "Lanchinho do Datena" por outras pessoas. 

No dia da comemoração, ela conta que Datena começou a conversa de "cunho sexual" quando as pessoas mais próximas saíram de perto. Ela diz que Datena contou que tinha intenção, naquela noite, de "comer" uma assistente de palco do programa, mas como ela foi embora resolveu conversar com Bruna. O papo começou justamente falando do emagrecimento de Bruna. Ela contou que perdeu peso por causa do ritmo de trabalho e o âncora teria dito que ela era "muito gostosa" e não devia ter emagrecido.

"Eu já bati muita punheta pra você, você nem imagina o quanto. Eu batia punheta pra você antes e depois do programa", disse Datena, segundo a ação. depois, o apresentador falou da orientação sexual de Bruna. "Não tenho nenhum preconceito... Minha filha já ficou com mulheres, mas é um desperdício você namorar uma mulher, não deve ter conhecido o homem certo".

Bruna diz que outras pessoas presentes conseguiram ouvir a conversa e ficaram constrangidas - o diretor Rafael Gessullo saiu do local com a esposa.  Procurado pelo Notícias de TV, o diretor afirmou que viu os dois conversando, mas não escutou nada, e que só saiu da mesa, mas não do bar. Ele atualmente está na direção de O Aprendiz. Uma testemunha confirmou ao site, contudo, sem se identificar, o teor da conversa. Afirmou também estar disposta a depor contra Datena.

Datena reafirma que as denúncias são falsas e diz que vai tomar providências. "Isso não é verdade, é falso. Eu disse para ela que ela era uma pessoa bonita. Dizia no ar, pra todo o Brasil ouvir, (que é) bonita e competente. Ela nunca reclamou, só me agradeceu por tratá-la bem", afirma. "Um dia, durante as gravações do quadro A Fuga, ela estava muito magra, passou mal e eu pedi para que ela fosse atendida. Na comemoração, repeti a ela que ela era muito bonita e que não precisava emagrecer, porque ela já era competente. Tirando isso, todo o resto é mentira, calúnia e delírio", continua.

Ele afirma que é casado, pai de cinco filhos e tem seis netos, e jamais tocaria em Bruna. 

Fonte: Correio24h

comentários