20/02/2019 (75) 99274-4456

Santo Estêvão

Ifarma

Santo Estevão: Professores do CELEM abandonam Jornada Pedagógica

Segundo informação de professores, a decisão foi tomada em reunião com professores e membros da APLB Sindicato

Por Portal TNews 06/02/2019 às 21:48:39

Professores do CELEM abandonaram a Jornada Pedagógica 2019 em protesto pela extinção da unidade escolar. Na jornada, iniciada no dia 4, que vai até 9 de fevereiro, sexta-feira, os professores discutem as atividades e temas abordados em sala de aula para todo o ano  letivo.

Segundo informações de professores, a decisão de abandonar a jornada foi tomada em reunião nesta quarta-feira, com a presença de membros da APLB Sindicato.

Com extinção, os alunos do CELEM, mesmo que continuem no mesmo prédio, passarão a fazer parte do corpo  discente do Polivalente, que passará a ter mais de dois mil alunos. A medida vem causando protestos de pais alunos e professores. 


Entenda o caso


Em meados do ano passado circulou a notícia de que o muro que separa os colégios estaduais Polivalente e CELEM, em Santo Estevão, seria derrubado a fim de promover a ampliação do espaço de convivência das duas unidades escolares.

Em visita oficial a cidade, o secretário de educação do Estado teria conformado a notícia, mas em seguida, incluiu-se no bojo desta informação, ainda que extraoficial, que as duas escolas seriam unificadas. 

Em dezembro de 2018, segundo informações de professores, a matrícula do CELEM foi bloqueada no sistema, o que indicava a extinção da unidade e sua estrutura administrativa.

Em 28 de janeiro, o radialista Leo Moura, em sua conta no Facebook, publicou que o CELEM estava extinto, usando o meme "É verdade esse bilhete". A publicação abriu o debate público sobre o fato.


Professores se reuniram com autoridades locais no intuito de impedir que o Governo do Estado concretizasse a medida. Várias reuniões foram realizadas. Inclusive com membros Sec. de Educação do Estado.

Professores foram à rádio Paraguassu, e em entrevista ao radialista Leo Moura convocaram pais alunos e professores a se manifestarem, e pediram apoio da imprensa.


Em 30 de janeiro, pais, alunos, ex-alunos e professores impediram que um trator derrubasse o muro que separa as duas escolas. A derrubada foi iniciada mas os manifestantes não deixaram que a ação fosse concluída.


Ainda segundo informações de professores, algumas ações e reuniões estão agendadas e, nas redes sociais, a cada dia mais pessoas se engajam no movimento. 

Palestra

Professores e funcionários convocaram alunos e a comunidade em geral para  uma palestra com o Prf Dr. Ildo Rodrigues, no CELEM, na próxima segunda-feira (11).



 

comentários